The Riot Club, rich and rotten

In: Cultura

On: 10 April, 2015

Baseado em uma peça de sucesso na Europa (Posh), The Riot Club é o próximo filme que promete um sucesso forte após o lançamento. Não só pela trama, mas pelo elenco, que sinceramente… Admiro a perspicácia da equipe de reunir parte dos atores britânicos mais bonitos da atualidade em um só longa.

theriotclub_modabilidade_01
 O filme conta a história de Miles (Max Irons) e Alistair (Sam Claflin), dois estudantes recentes da universidade de Oxford ao serem “recrutados” para ingressar em uma irmandade de rapazes ricos, brancos e preconceituosos, que humilham pessoas por prazer, onde o dinheiro e o privilégio reinam e as regras foram feitas para serem quebradas. Apaixonado por Lauren (Holliday Grainger), Miles não se vê na mesma altura do que seus companheiros mas também não aceita ser excluído.
theriotclub_modabilidade_02
theriotclub_modabilidade_06
 Do meu ponto de vista é interessante um filme falar sobre a “realidade”  (vale dizer que é inspirado em acontecimentos reais) de uma universidade privilegiada como Oxford sem remeter ao famoso besteirol como American Pie em relação à fraternidades. Claro que não é uma unanimidade que todos esses clubes sejam da forma que nos é passado através do cinema, mas ainda assim é interessante ver, principalmente em The Riot Club, que atrocidades e valores preconceituosos infelizmente ainda são cultuados no mundo.
theriotclub_modabilidade_03
theriotclub_modabilidade_04
 Parabéns pela atuação dedicada do elenco e pela veracidade que eles passam, além de ter sido muito bem dirigido, o figurino é tão impecável que reforça a ideia da atração por um gentleman britânico, assim como dito pelo critico Laurence Phelman do Independent: “O conjunto de belos jovens atores britânicos vestindo os fraques necessários e ares arrogantes faz tudo parecer muito sedutoramente crível , e são essas representações da burguesia fútil que fazem do filme parecer um aviso repentino.”
theriotclub_modabilidade_05
The Riot Club tem a mesma direção do que “Um Dia”, e a autora da peça, Laura Waid, também escreveu os roteiros. A estréia está marcada para o dia 27 de Março no EUA e ainda não tem data prevista para vir às terras tupiniquins.
Mariana Escobar

Mariana Escobar

Acha extremamente difícil falar sobre si mesma na terceira pessoa, mas gosta de viajar, dos anos 20 e de desenhar vestidinhos.

0 comments

Leave A Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>