GP Brasil de Turff e uma – ainda – leiga

In: Por ai...

On: 2 July, 2015

Sábado retrasado passei pela nova experiência de poder assistir ao GP BRASIL de Turff no Jockey Club do Rio. 

Assumo que todas as vezes que passava pelo prédio suntuoso imaginava como deveria estar dentro desse tipo de evento social. Então, cheia de curiosidade, me montei no salto 15cm e fui dar um sneak peak na alta sociedade carioca.

image5
image1

Primeiramente, é encantador! Ver várias moças extremamente arrumadas, maravilhosas e confirmando que classe e estilo não são sinônimos de marca e exagero, além de todos os homens de terno e isolados em uma parte, histéricos com a corrida como em uma final de Copa  (não imaginava que essa emoção pudesse ser comparada com outros esportes).

Felizmente tive a ajuda de uma amiga incrível para a produção e locomoção dentro do evento, porque andar na grama de salto é para os poucos (e eu preciso de muita prática). Sem ela minha quantidade de tombos disfarçados seria triplicada.

image2
image6

Honestamente, minha maior curiosidade era observar o comportamento, o local, a moda. Mas quando se permite a ficar na grade e escolher um cavalo, assim que eles começam a correr sua emoção cresce e sua torcida pelo cavalo é maior e muito mais legal do que a dor do salto alto! (Risos).

image3
image4

Dou total razão para o slogan, realmente acelera seus batimentos cardíacos e é muito emocionante quando o seu cavalo ganha – no caso, minha querida amiga levou essa alegria – e você se surpreende com a confiança e a quantidade de dinheiro envolvidas no processo.

Espero ter a oportunidade de poder assistir mais corridas como essa e assumo que me encantei com todo o charme anos 50/60 que tanto o Jockey quanto seus frequentadores dispõem. É quase uma realidade alternativa, e uma viagem no tempo,  no purgatório da beleza e do caos. Incrível!

Mariana Escobar

Mariana Escobar

Acha extremamente difícil falar sobre si mesma na terceira pessoa, mas gosta de viajar, dos anos 20 e de desenhar vestidinhos.

0 comments

Leave A Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>